Print E-mail
banner_bocage11

 

 

Biblioteca Nacional de Portugal

Serviço de Actividades Culturais

Campo Grande, 83

1749-081 Lisboa

Portugal

 

 

Informações

Serviço de Relações Públicas
Tel. 21 798 21 68

Fax 21 798 21 38
This e-mail address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it

 

Cartaz

 


«O Mundo Europeu de Bocage:

das Luzes à Revolução Francesa»

CONFERÊNCIA | 15 dez. '15 | 18h00 | Auditório BNP | Entrada livre

A Biblioteca Nacional de Portugal assinala os 250 anos do nascimento de Bocage com a exposição Da inquietude à transgressão: eis Bocage…, comissariada por Daniel Pires, e uma série de conferências sobre o poeta.

Esta conferência será apresentada por Viriato Soromenho-Marques:


Liberdade querida e suspirada
Liberdade querida e suspirada,
Que o Despotismo acérrimo condena;
Liberdade, a meus olhos mais serena,
Que o sereno clarão da madrugada!
(...)
Bocage

A breve existência de Bocage estendeu-se por quatro décadas fundamentais para a aceleração da histórica nesse período que designamos, por vezes com alguma excessiva liberalidade e imprecisão, por Modernidade. O tema da Liberdade será sem dúvida o conceito que melhor captura a ansiedade epocal de romper com o jugo de antigas e pesadas tutelas. Da esfera do pensamento e da investigação científica, à iniciativa económica e comercial, passando pela reforma profunda da relação entre governantes e governados, o tempo de Bocage foi o da procura - primeiro através das Luzes, e depois por via da acção revolucionária – de um novo ponto de Arquimedes capaz de emancipar a condição humana, no plano mental, mas também prático e institucional. Esta conferência abordará algumas das principais dimensões europeias e ocidentais desse tempo de Bocage, onde a esperança e a tragédia se combinaram com especial intensidade.

Viriato Soromenho-Marques (57) é professor catedrático de Filosofia na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, leccionando nos cursos de Filosofia e de Estudos Europeus. É membro correspondente da Academia das Ciências de Lisboa, e da Academia da Marinha. Integra, desde 2013, o Conselho Geral da Universidade da Madeira. Foi membro do Conselho de Imprensa (1985-1987); Presidente nacional da Quercus ANCN (1992-1995); integrou o Conselho Económico e Social (1992-1996). Exerceu as funções de Vice-Presidente da Rede Europeia de Conselhos do Ambiente e do Desenvolvimento Sustentável (EEAC), entre 2001 e 2006. É membro do Conselho Nacional do Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (CNADS); foi coordenador científico do Programa Gulbenkian Ambiente (2007-2011); foi membro do High Level Group on Energy and Climate Change do Presidente da Comissão Europeia (2007-2010). É Grande Oficial da Ordem de Mérito Civil (1997), e Grande Oficial da Ordem do Infante D. Henrique (2006). Recebeu o Prémio Quercus, na edição de 2011. Foi considerado Personalidade do Ano 2014, pela Fundação Portuguesa do Pulmão. Autor de mais de quatro centenas de obras (entre as quais vinte livros) sobre temas filosóficos, ambientais e estratégicos. Proferiu e/ou coordenou mais de mil conferências, seminários, e cursos em vinte e três países. Tem colaboração regular na imprensa escrita e audiovisual.